Campeonato Nacional PreO

Integrada no quadro de disciplinas da IOF (Federação Internacional de Orientação) em 1980, a Orientação de Precisão baseia os seus objectivos enquanto modalidade desportiva na capacidade de leitura e interpretação de um mapa.
Originalmente desenvolvida a partir da Orientação Pedestre, a Orientação de Precisão é uma variante da modalidade onde os atletas se deslocam apenas pelos caminhos, daí a designação internacional de Trail-O, e resolvem problemas sobre a colocação de balizas em elementos no terreno.
Desta forma, a capacidade física é secundarizada, o que permite a participação, em igualdade de circunstâncias, de atletas sem limitações e outros com limitações motoras muito significativas.
A Orientação de Precisão é um dos poucos desportos onde esta igualdade é possível.
Muitos orientistas experientes praticam Orientação de Precisão porque permite o desenvolvimento das capacidades de leitura do mapa e de análise do terreno, mas sobretudo devido à atracção pelo desafio intelectual que a disciplina oferece.
Apesar das capacidades físicas estarem ausentes desta disciplina, ela decorre na natureza ao longo de um determinado percurso em terreno que nem sempre é plano. Como tal, algum esforço físico é necessário para cumprir o percurso, sendo, no entanto, fornecida ajuda a quem se desloque em cadeiras de rodas e o solicite.
Uma das características da Orientação, e em particular da Orientação de Precisão,é o facto de não excluir participantes. Indivíduos de todas as idades, elites ou amadores, juntam-se para praticar Orientação.
Qualquer indivíduo que saiba ler e interpretar um mapa pode participar numa actividade de Orientação de Precisão, seja qual for o seu modo de locomoção, incluindo cadeira de rodas manual ou eléctrica.